fbpx
Print Friendly, PDF & Email

Os sistemas hidráulicos desempenham um papel crucial em diversas aplicações, especialmente na aviação, onde a precisão e a confiabilidade são essenciais. Baseados na Lei de Pascal, esses sistemas utilizam a pressão de um fluido para acionar dispositivos mecânicos com eficiência e força amplificadas.

Neste post, exploraremos os fundamentos dos sistemas hidráulicos, incluindo sua conceituação, utilidades práticas, componentes como bombas hidráulicas, e suas aplicações em aeronaves. Além disso, discutiremos as vantagens desse sistema em comparação com os sistemas elétrico e pneumático.

Sistema Hidráulico

A utilidade prática da Lei de Pascal pode ser demonstrada através do exemplo em que uma pequena força aplicada gera uma força resultante vinte vezes maior. Isso ocorre devido à transmissão igual da pressão para todas as partes do fluido. Quando uma pequena força é aplicada em uma área pequena, essa pressão é transmitida através do fluido para uma área maior, resultando em uma força maior.

Por exemplo, se uma força de 10 libras é aplicada em uma área de 1 polegada quadrada, a pressão gerada é de 10 libras por polegada quadrada. Essa pressão é então transmitida para uma área de 20 polegadas quadradas, resultando em uma força de 200 libras (10 libras por polegada quadrada multiplicado por 20 polegadas quadradas). Assim, a Lei de Pascal permite a multiplicação de forças de forma eficiente e proporcional no sistema hidráulico, demonstrando sua utilidade prática na transmissão de força através de fluidos.

Fonte: Livro Aeronaves e Motores – Conhecimentos Técnicos de Avião – Jorge M. Homa

No exemplo ilustrado, o ganho mecânico (às vezes denominado Rendimento Mecânico), é igual a 20. Matematicamente, temos:

Pistão da Seringa

  • Área = 1 cm²
  • Tubo com Fluido

Bombas Hidráulicas: As bombas hidráulicas são dispositivos essenciais nos sistemas hidráulicos, responsáveis por gerar o fluxo de fluido e a pressão necessária para acionar os componentes do sistema. No exemplo mencionado, onde o cilindro aumenta a força aplicada, mas diminui a amplitude do movimento, as bombas hidráulicas desempenham um papel fundamental.

Essas bombas são projetadas para converter a energia mecânica em energia hidráulica, gerando o fluxo de fluido sob pressão. Existem diferentes tipos de bombas hidráulicas, como as bombas acionadas pelos motores do avião, as bombas manuais e as bombas elétricas.

As bombas acionadas pelos motores do avião são essenciais para fornecer pressão hidráulica durante as operações em solo ou em situações de emergência. Elas são acionadas pelo próprio motor da aeronave, garantindo o funcionamento adequado do sistema hidráulico.

Por outro lado, as bombas manuais são utilizadas em algumas aeronaves antigas e em sistemas modernos como unidades auxiliares. Elas são operadas manualmente, produzindo um fluxo de fluido e pressão em cada movimento da alavanca.

Já as bombas elétricas são acionadas eletricamente e são responsáveis por alimentar o sistema em situações específicas, como em solo com o motor da aeronave desligado ou em casos de emergência.

4. Sistemas Hidráulicos – Nos aviões de pequeno porte, como mencionado, os freios das rodas são muitas vezes os únicos dispositivos acionados hidraulicamente, devido à força muscular do piloto ser suficiente para acionar os demais dispositivos, incluindo os controles de voo. Nesses casos, a simplicidade e a leveza do sistema hidráulico não são necessárias para operar os controles de voo, pois a força física do piloto é adequada para realizar essas operações de forma confortável e eficaz.

Por outro lado, nos grandes aviões, o sistema hidráulico é amplamente utilizado devido às aplicações mais pesadas e à complexidade das operações. Além do recolhimento do trem de pouso, o sistema hidráulico é essencial para acionar uma variedade de dispositivos, como os controles de voo, os flapes, os freios aerodinâmicos e os freios das rodas, a direção do trem do nariz, entre outros.

A atuação hidráulica como fonte de força para essas operações é fundamental em aeronaves maiores, pois a força física necessária para movimentar esses dispositivos seria excessiva para ser realizada manualmente. O sistema hidráulico permite uma atuação mais suave e eficiente, minimizando o esforço do piloto e garantindo um controle preciso e seguro da aeronave durante todas as fases do voo.

Como exemplo típico, a ilustração abaixo esquematiza o acionamento hidráulico dos flapes.

Fonte: Livro Aeronaves e Motores – Conhecimentos Técnicos de Avião – Jorge M. Homa

Em um sistema hidráulico real, além das bombas hidráulicas, podem existir diversos outros componentes essenciais para o seu funcionamento adequado. Alguns desses componentes incluem acumuladores, filtros, bombas de emergência, servoatuadores, manômetros, trocadores de calor e uma variedade de válvulas.

5. Qualidades do Sistema Hidráulico

As principais características que tornam o sistema hidráulico útil são fundamentais para o seu desempenho eficiente e confiável. Vamos explorar cada uma delas:

a) Precisão: O sistema hidráulico é preciso devido ao fato de que o fluido hidráulico é incompressível. Isso significa que a transmissão da pressão é uniforme e eficaz, garantindo um controle preciso sobre os movimentos dos componentes acionados hidraulicamente.

b) Confiabilidade: A confiabilidade do sistema hidráulico é alta devido à sua relativa simplicidade e ao baixo número de peças móveis. Além disso, as peças móveis são abundantemente lubrificadas pelo fluido hidráulico, o que reduz o desgaste e aumenta a vida útil do sistema. As falhas geralmente são graduais e podem ser detectadas visualmente por pequenos vazamentos ou manchas de óleo, facilitando a manutenção preventiva.

c) Leveza: O sistema hidráulico é leve devido ao tamanho compacto de seus componentes. Mesmo com componentes pequenos, como um cilindro com um pistão de apenas 2,5 cm de diâmetro, pode-se gerar uma força significativa, tornando-o eficiente e econômico em termos de peso.

d) Facilidade de Instalação: A facilidade de instalação do sistema hidráulico é uma vantagem importante, pois as tubulações, atuadores, pequenos cilindros e válvulas podem ser instalados em locais restritos. Isso permite uma maior flexibilidade no design e na instalação do sistema em diferentes tipos de aeronaves.

e) Facilidade de Controle: O sistema hidráulico é facilmente controlado por meio de pequenas válvulas. Essas válvulas permitem regular o fluxo de fluido e a pressão nos diferentes componentes do sistema, proporcionando um controle preciso e ajustável sobre as operações hidráulicas da aeronave.

Essas características combinadas tornam o sistema hidráulico uma escolha popular na aviação devido à sua eficiência, confiabilidade, precisão e facilidade de controle e manutenção.

Sistema Elétrico

O sistema elétrico apresenta algumas desvantagens, como o peso dos componentes, como baterias, motores, geradores, entre outros. No entanto, para serviços leves, como o acionamento dos compensadores, o sistema elétrico pode ser vantajoso em diversos aspectos. Além disso, uma desvantagem significativa do sistema elétrico é a maior probabilidade de falhas repentinas e imprevisíveis, causadas por curto-circuito, mau contato, queima de componentes eletrônicos, entre outros fatores.

Apesar dessas desvantagens, a eletricidade é indispensável em aeronaves para uma variedade de aplicações essenciais, como iluminação, comunicação, navegação, sinalização, alarmes, instrumentação e alimentação de equipamentos eletrônicos. Para contornar o problema da baixa confiabilidade e minimizar os riscos de falhas, os sistemas elétricos recorrem à redundância.

A redundância é uma estratégia fundamental para garantir a operação segura e contínua do sistema elétrico. Consiste em ter dispositivos duplicados funcionando em paralelo ou em estado de prontidão para assumirem as funções daqueles que falham. Dessa forma, se um componente ou sistema elétrico falhar, um dispositivo redundante pode assumir imediatamente a função, garantindo a continuidade das operações e a segurança da aeronave.

A redundância no sistema elétrico é crucial para manter a confiabilidade e a disponibilidade dos sistemas elétricos em aeronaves, garantindo que mesmo em caso de falhas inesperadas, as operações críticas possam ser mantidas sem comprometer a segurança e o desempenho da aeronave.

Sistema Pneumático

O sistema pneumático é semelhante ao sistema hidráulico, porém utiliza ar comprimido em vez de fluido hidráulico. Uma das principais características do sistema pneumático é a ausência de linha de retorno, uma vez que o ar comprimido é expelido para a atmosfera após o uso, o que contribui para a leveza do sistema. No entanto, o sistema pneumático apresenta algumas desvantagens em relação ao sistema hidráulico.

Uma das desvantagens do sistema pneumático é a sua tendência a ser impreciso devido à “elasticidade” ou compressibilidade do ar. Essa característica pode resultar em variações na resposta e no controle dos dispositivos acionados pneumaticamente. Além disso, o sistema pneumático é geralmente menos confiável que o sistema hidráulico, uma vez que os vazamentos de ar são invisíveis à inspeção visual, tornando mais difícil detectar e corrigir possíveis falhas.

Apesar das desvantagens, o ar comprimido encontra diversas aplicações na aviação, como em freios de emergência, reversores de empuxo dos motores a jato, partida pneumática dos motores, entre outros. Esses sistemas pneumáticos são utilizados em situações específicas onde a leveza e a simplicidade do sistema são vantajosas, mesmo com as limitações de precisão e confiabilidade.

Os sistemas hidráulicos são vitais para a operação segura e eficiente de muitas aeronaves, oferecendo precisão, confiabilidade, leveza e facilidade de controle. Apesar das alternativas elétricas e pneumáticas, o sistema hidráulico continua sendo a escolha preferida para muitas aplicações críticas devido à sua robustez e capacidade de gerar grandes forças em pequenos espaços.

Compreender o funcionamento e as vantagens dos sistemas hidráulicos permite apreciar melhor a engenharia sofisticada por trás da aviação moderna e a segurança que esses sistemas proporcionam.