fbpx
Print Friendly, PDF & Email

A finalidade dos controles de voo é de prover meios para controlar manobras dos aviões, aumentar a sustentação adicional em pousos e decolagens e aumento do arrasto em voo ou no solo.

Eles normalmente são divididos em dois grupos principais:

1) superfícies de controle de voo primárias ou principais.

 2) superfícies de controle de voo secundárias ou auxiliares.

Comandos de voo primários

As superfícies de controle de voo primárias em uma aeronave de asa fixa incluem: ailerons, profundores e leme.

  1. Aileron (aileron)
  2. Rudder (leme de direção)
  3. Elevator (profundar)

Comandos de voo secundários

Incluídos no grupo secundário estão os compensadores, Flapes, “spoilers”, “slats”(aerofólio auxiliar móvel).

Spoilers acionados em conjunto com Ailerons

Compensadores comandáveis: são pequenos aerofólios  encaixados nos bordos de fuga das superfícies de comando primárias.

Compensador do profundor em movimento

Ailerons

Os ailerons podem ser utilizados para dar a aeronave o movimento de rolamento (roll). São pequenas superfícies na parte de trás da asa e funcionam em movimento contrário, isto é: quando o aileron da direita vai para cima, o da esquerda vai para baixo e vice-versa.

Flaps and Slats

Para manter a sustentação elevada, tenta-se aumentar a área da asa alterando a forma do perfil alar colocando partes móveis no bordo de ataque e no bordo de fuga da asa.

Movimento do flap – aumentando a sustentação

As superfícies adicionadas no bordo de ataque designam-se por slats e no bordo de fuga designam-se por flaps. Os movimentos para a frente dos slats e para trás dos faps (em direção a cauda da aeronave) aumentam a área da asa.


Flap da asa de um avião

Estabilizador Vertical e Horizontal

O estabilizador vertical impede a aeronave de se movimentar arbitrariamente para os lados (movimento de guinada).
O estabilizador horizontal impede que o nariz da aeronave se mova arbitrariamente para cima ou para baixo (movimento de picada).

Superfícies de comando – empenagem

Leme de Direção

O leme de direção é uma superfície móvel da aeronave presa na parte de trás do estabilizador vertical. Esta superfície, ao mover-se, faz variar a quantidade de força gerada pela cauda da aeronave e é utilizada para controlar o movimento de guinada.

Leme de Profundidade

O leme de profundidade é uma peça móvel fixo na parte de trás do estabilizador horizontal. Por isso, uma vez que este se move, a quantidade de força gerada pela cauda da aeronave e é utilizada para controlar o movimento de picada (pitch).

Movimento do profundor

Existe um leme de profundidade de cada lado da fuselagem e possuem movimento inverso, assim como os ailerons. Quando o leme de profundidade direito deflete para cima, o esquerdo deflete para baixo e vice-versa.

MATERIAL DE APOIO

Manual FAA Aerodinâmica (traduzido)

Airbus A330 340 ATA 27 FLIGHT CONTROLS

115 Questões AERODINÂMICA ANAC Grátis!

Banca Mecânico de aeronaves!

Banca Mecânico de aeronaves!

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × um =