fbpx
Print Friendly, PDF & Email

Durante seu estudo ou trabalho como mecânico de aeronaves, ao ler manuais técnicos você vai se deparar com o termo “estrutura primária” e “estrutura secundária”, mas o que significam esses termos, qual a diferença e importância de se saber?

Por exemplo por que o revestimento da asa (fuselagem semi-monocoque) é considerado uma estrutura primária e o bordo de ataque uma estrutura secundária?

Esses termos são encontrados em Manuais técnicos de a aeronaves e publicações como apostilas da ANAC para mecânicos de manutenção de aeronaves.

Coloquei aqui algumas citações da ANAC, FAA para ilustrar:

ANAC: Manual ANAC CAPÍTULO 1 ESTRUTURAS DE AERONAVES página 6.

[ninja-inline id=715]

“O revestimento é preso aos membros internos e poderá suportar parte dos estresses da asa. Durante o voo, cargas aplicadas, impostas à estrutura primária da asa atuam primariamente sobre o revestimento.”

FAA: MANUAL FAA MATERIAIS DE AVIAÇÃO E PROCESSOS PÁGINA 5.

“Parafusos de liga de alumínio menor que ¼ de polegada de diâmetro não são usados em estruturas primárias. ”

Agora para entender a diferença temos que entender que a estrutura da aeronave está classificada em duas partes, primária e secundária:

Estrutura primária

É aquela estrutura que contribui significativamente para transmitir cargas de voo, solo ou pressurização.

Exemplos: Revestimento (skin), Longarina da asa, frame ou caverna da fuselagem.

Para ilustrar vou te lembrar uma coisa básica que aprendemos quando estumamos o capítulo de ESTRUTURAS de aeronaves.

Lembra que a asa é composta elementos estruturais chamados de nervuras, longarinas e revestimento e quando sujeita a esforços como flexão, esses esforços ou cargas são transmitidos do revestimento para nervura, da nervura para a longarina e por fim para a fuselagem.

Então todas essas estruturas trabalham juntas e todas elas são consideradas elementos estruturais primários pois participam em transmitir e receber cargas.

Mas não para por aí, quando se fala em estruturas primárias vamos encontrar outro termo chamado Em inglês, “Principal Structural Element” (PSE) ou Elemento Estrutural Principal.

Elemento Estrutural Principal (PSE) x ESTRUTURA PRIMÁRIA

São elementos da estrutura primária onde contribui significativamente para conduzir ou transmitir cargas de voo, cargas no solo e cargas de pressurização, onde a integridade é fundamental para manter a segurança estrutural geral da aeronave.

Ou seja, toda estrutura PSE é uma estrutura primária mas nem toda estrutura primária é considerada uma estrutura PSE mesmo que sofra cargas.

Vamos dar um exemplo para esclarecer:

O revestimento da aeronave (Skin) e o piso da cabine de comando. (Aeronave com fuselagem semi-monocoque).

Ambos são estruturas ou peças que transmitem ou suportam cargas, stress ou esforços.

Mas imagine a grande diferença se encontrar um dano como rachadura na fuselagem e uma rachadura no piso (geralmente fabricado de material composto).

Qual estrutura afetaria a integridade estrutural do avião?

Com certeza uma falha no revestimento onde sofre grandes cargas de pressurização colocaria a aeronave em risco, sendo bem diference uma rachadura no piso da aeronave.

Uma é considerada uma estrutura primária PSE (Revestimento) e a outra não (Piso).

Toda estrutura é descrita no manual do fabricando como sendo primária, secundaria ou PSE.

Exemplos de estruturas Da asa de um Boeing 737: (Fonte: Manual de reparos estruturais cap. 51)

Estrutura secundária

É a estrutura que conduz SOMENTE cargas aerodinâmicas ou inerciais. Exemplo: radome, bordo de ataque de asas, revestimento asa fuselagem.

[ninja-inline id=715]

[wpfd_single_file id=”2695″ catid=”83″ name=” Manual FAA – Chapter 01 Structures”]

[wpfd_single_file id=”7445″ catid=”153″ name=”Manual ANAC – Estruturas de aeronaves”]

[wpfd_category id=”313″]

115 Questões AERODINÂMICA ANAC Grátis!

Banca Mecânico de aeronaves!

Banca Mecânico de aeronaves!

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 1 =